segunda-feira, 2 de junho de 2008

.. o amor é bom, não quer o mal, não sente inveja ou se envaidece...


Boa parte da humanidade vem ao mundo sendo amado... Você é desejado, aguardado, sonhado, chega com uma comoção de pessoas à sua volta, e vive assim por um bom tempo.. Depois, na adolescência, você descobre que precisa fazer mais do que existir para ter amor.. Descobre que precisa conquistar o amor de alguém... Em geral, um amor específico, um amor que você começou a amar primeiro, e que agora vai ter que lutar para conseguir ser correspondido.. Daí, sofre, se desespera, às vezes dá certo, mas boa parte da humanidade, entra em pé de guerra com ele, o amor..
Só muito tempo depois, após algumas cabeçadas, você aprende de verdade no que vale à pena gastar suas energias e, quando descobre o amor de verdade, entende que não precisa exigir retorno(claro que é bom, quando rola), nem precisa se encher de sentimentos mesquinhos para provar que ama ou que seu amor é mais forte porque defende mais, porque sente mais ciúme ou porque parece ao mundo mais fiel... Amor, quando é de verdade, é incondicional, como amor de pai e mãe.. não se mata ou maltrata em nome do amor.. pq ele não conhece a maldade...

3 comentários:

ale disse...

que lind amiga.
vc quem escreveu isso?
estou impressionada!
rsrs
sério.
há tempos não lia uma definição tão tocante sobre o que é o amor.
beijo, ale

valmir disse...

Por onde anda a moça que aqui escrevia????

Fabinho disse...

"O amor é muito jovem para saber o que é consciência."
William Shakespeare